Em defesa das crianças


 08/10/2017 - Escrito para o Correio da Paraíba
No próximo sábado, dia 14 de outubro, às 10h, eu vou celebrar um momento especial: os 30 anos de implantação da Pastoral da Criança no Estado da Paraíba. A Missa será no Instituto Dom Adauto, no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa. Essa Pastoral é uma das mais atuantes na Igreja Católica.
 
Os voluntários e as voluntárias da Pastoral da Criança visitam as famílias, envolvendo-as nas dimensões espirituais e materiais, tentando ajudar em tantos problemas de carência e violência. Eles e elas prestam orientações e assistência mínimas para uma gravidez livre de doenças e ameaças, incluindo o crime do aborto, até os cuidados essenciais de saúde preventiva, tanto para a mãe puérpera quanto para a criança, nascitura ou já em crescimento.
 
Os integrantes da Pastoral são capacitadas para trabalhar em espírito de equipe, envolvendo as famílias nos cuidados elementares. Esse trabalho corresponde às verdadeiras políticas públicas de prevenção de doenças, de maus tratos, abandono e outras questões que tanto infelicitam ou mesmo agravam a situação de desprezo e por fim de morte aos seres indefesos.
 
A Pastoral da Criança tem a importante missão de salvar vidas. Seus voluntários e voluntárias destinam suas atividades de saúde e educação à prevenção de doenças, que não somente evitam mortes mas promovem a vida em abundância para gestantes, mães e crianças de 0 a 6 anos. Para ajudar nesse trabalho, é necessário que os governantes priorizem projetos que promovam a vida saudável, garantindo o acesso e o atendimento pré-natal digno às gestantes, bem como exames e tratamentos garantidos, em caso de alguma doença; que toda criança seja atendida nos postos de saúde, receba as vacinas, e que as mães sejam orientadas sobre a utilização de medicamentos; que se promovam políticas que favoreçam a convivência da criança com seus pais, na própria família, com um mínimo de laços afetivos; que sejam incentivados programas de alimentação saudável nas escolas, evitando o excesso de má alimentação, que causa obesidade infantil - hoje um problema tão grave quanto a desnutrição; e que a família tenha moradia digna, com espaços seguros para a meninada brincar, com segurança.
 
Termino este texto com uma sábia frase da fundadora da Pastoral da Criança, Dra. Zilda Arns: “O que mais as pessoas e o mundo precisam, hoje em dia, é de informações acompanhadas de gestos de carinho e solidariedade. Temos que lutar a favor da vida, em contínua construção”.

Dom Manoel Delson
Arcebispo Metropolitano da Paraíba

  •  Endereço: Palácio do Carmo - Praça Dom Adauto, s/n
    Centro - João Pessoa (PB)
  •  Fone:(83) 3133-1000
  •  E-mail: curia@arquidiocesepb.org.br
Twitter

© Mitra Arquidiocesana da Paraíba – Todos os direitos reservados